Como evitar brigas entre cães?

29/12/2016

Caso a briga realmente venha a acontecer, saiba como agir.

O que NÃO fazer:

1 – Se desesperar e gritar

Nestes momentos é difícil não se desesperar, mas você precisará manter a calma. Quanto mais nervoso ficar, menos conseguirá pensar rápida e logicamente para resolver a situação. Além disso, gritar fará com que os cães fiquem ainda mais agitados.

2 – Deixar que outros cães se aproximem

Quando dois cachorros estão brigando, outros cães entrarão na briga e em questão de segundos você terá, além de uma briga generalizada, vários cachorros para separar, o que tornará tudo mais difícil.

3 – Esperar que os cães parem sozinhos de brigar

Não espere por esse momento, pois eles não irão parar sozinhos. Quanto mais tempo passarem se atacando, pior a situação ficará e eles ficarão mais feridos.

3 – Entrar no meio da briga

Tentar separá-los colocando a mão no meio ou tentando tirar apenas um deles só fará com que você também se machuque. Por menor que os cães sejam, ou mesmo que sejam seus, naquele momento eles estão totalmente agressivos e não saberão distinguir você do outro cachorro.

4 – Utilizar violência para separar a briga

Chutar ou bater nos cachorros não irá ajudar, além de machucá-los mais ainda e incitar, cada vez mais, a agressividade.

O que você DEVE fazer:

1 – Jogar água nos cães

O impacto da água no corpo dos cachorros fará com que eles “se assustem”, se sintam incomodados e se afastem, mesmo que rapidamente, um do outro.

2 – Faça barulho

Use um apito, assobie, bata palmas, utilize objetos que façam barulhos altos perto deles. Isso faz com que os cães se assustem por terem uma audição mais sensível e, consequentemente, dispersem.

3 – Criar uma barreira entre eles

Tente separá-los fisicamente colocando um objeto entre eles formando uma barreira. Utilize lixeira, vassoura, balde ou qualquer outro objeto que consiga criar um espaço entre eles sem machucá-los.

4 – Puxe o rabo do cachorro e erga as patas traseiras

Alguns cachorros podem morder e não soltar mais. Se isso acontecer, segure o rabo, erga o corpo dele pelas patas traseiras e afaste-o fazendo movimentos circulares. Isso o deixará numa posição desconfortável, dificultará a respiração e irá fazer com que ele se concentre em não cair ao invés de continuar mordendo o outro cão.

Assim que você conseguir separá-los e acalmá-los, verifique se os cachorros precisam de atendimento veterinário devido a possíveis mordidas, ferimentos e lesões. Não se esqueça de comunicar tanto o tutor do pet quanto a equipe DogHero para que todos estejam cientes do ocorrido e para que possamos te auxiliar da melhor forma possível.